Acessar
Leia os Livros I, II e III da nova tradução de Meditações antecipadamente!

Porque a adversidade é um presente

Jade Soller

Nós temos contato com a adversidade todos os dias, tendo consciência disso ou não. Ela pode vir como um trabalho duro, pode surgir como o maior desafio apresentado para você justamente no pior momento de vida possível ou como uma tribulação que não imaginava ou gostaria de enfrentar. A adversidade pode vir como a pior coisa que você sonhou encontrar na sua vida.

A adversidade é uma lei natural e tal como a lei da gravidade, não se importa com a sua opinião quando você está diante de uma situação difícil, pois quando você não consegue lidar com isso, não é problema da adversidade.

Mas porque a adversidade é um presente? Pense na adversidade como um desafio que você não tem outra opção senão aceitar, como uma oferta que você não pode recusar.

Ela é como um treinador que percebe que você quer desistir durante a parte mais difícil do treino, mas não deixa isso acontecer.

A adversidade enxerga que você tem mais a entregar e te força a usar o máximo de esforço no processo.

Adversidade é o sargento que berra na sua cara quando você está no seu primeiro dia de treinamento ou o instrutor de artes marciais, que te humilha todas as vezes que você age com desonra, respeito ou disciplina.

Adversidade é a chuva congelante que cai todas as vezes que você esquece em casa seu guarda-chuva; o trânsito que surge justamente nos dias que você está com mais pressa para bater o ponto no trabalho; o voo cancelado que te impede de chegar no destino pretendido.

E como em todos os exemplos acima, a adversidade sempre é implacável e age com indiferença para o que você deseja naquele momento.

Adversidade faz com que você deixe de lado tudo que estava fazendo ou planejando, para dedicar toda a sua atenção à ela. Ela clama pela sua resposta e não permite ser ignorada.

A adversidade aparece em momentos que você julga serem inoportunos e sem se desculpar, pouco se importando com o que você quer, com os seus sentimentos e nunca aceita um não como resposta.

Francamente, parece que a adversidade te odeia e isso é de fato verdade, a adversidade odeia você, mas apenas uma parte de você. Qual a parte que ela odeia? É a sua parte fraca.

A manifestação física da adversidade é um adversário, um oponente e isso pode soar contra-intuitivo, mas um adversário é sempre o nosso melhor professor.

Nada pode mostrar melhor as nossas fraquezas que alguém que pode testar isso com a maior intensidade.

Existem muitas boas lições para serem aprendidas e cada uma dessas lições depende de um novo adversário para nos ensinar o que devemos aprender. Assim acontece com as adversidades que a vida nos impõe.

Pense a respeito. Um adversário é provavelmente a pessoa mais honesta que você vai encontrar. É impossível interpretar mal sua intenção e o quanto quer te causar um dano, mas ao menos você sabe que ele é honesto sobre isso.

Adversidade, assim como um adversário te força a questionar sua própria determinação e te pressiona a dizer, “será que eu consigo lidar com isso”?

A resposta sempre deve ser sim. O mais importante é tentar vencê-la.

Uma das melhores lições que podemos aprender com a adversidade é a da humildade. Pela humildade podemos ver que é possível aprendermos cem vezes mais com uma perda do que com uma vitória.

Uma perda faz com que a gente olhe para nossas fraquezas de uma forma bem crua e honesta, nos permitindo uma clareza que não tínhamos quando estávamos em batalha.

Nas artes marciais existe um ditado que diz, “se vou perder, vou aprender” e por essa razão, nós seres humanos devemos procurar adversidade. Nós devemos ir atrás de adversidades a todo momento, para atingirmos um alto nível de empenho.

A adversidade te coloca na arena, para ser atropelado ou não pelo touro, quando você gostaria de estar sentado nas arquibancadas.  Sem ela, nós nos tornamos estagnados, complacentes e ficamos medíocres.

Você deve procurar as adversidades que ninguém imaginou superar. Tentar se tornar mais mentalmente ou emocionalmente forte, sem nunca ter superado adversidades é como tentar tornar seu corpo mais forte sem nunca ter tocado em um peso ou realizado um treino exaustivo.

A realidade é que no final, somos tão fortes quanto as adversidades que superamos. A dor eventualmente vai passar, mas a lição que foi aprendida sempre permanece.

E se você olhar atentamente, vai perceber que a lição aprendida vai te capacitar a enfrentar as próximas batalhas, desta vez mais estando mais forte e sábio que anteriormente.

Na filosofia chinesa, há uma crença de que nenhuma situação nos deixa até que ela nos ensine a lição que ela contém. Tente ver a lição que está perdendo sempre que encontrar com a adversidade. 

Para melhor ou pior, dor e desconforto são os melhores professores. Adversidade é o presente que nos ensina e nos prepara, para chegarmos muito além do que imaginamos sermos capazes.

É sobre escolha e você deve fazer um esforço consciente para tentar melhorar e deve fazer isso dia após dia.

Por que? Porque a adversidade vai te perguntar todos os dias se você quer desistir e vai te oferecer a oportunidade de fazer isso inúmeras vezes, mas você deve sempre escolher ter êxito.

Suas ações vão revelar sua decisão. Então, quando a adversidade se apresentar à você e nenhuma atitude for tomada, você já terá tomado a sua decisão - decidindo não fazer nada para mudar a sua situação.

Ainda que você ache que isso é meramente procrastinação, procrastinação é uma decisão - a de não fazer nada imediatamente para modificar a circunstância em que se encontra.

A beleza da adversidade é que, quando a transpormos, podemos olhamos pra trás e vemos que ela não chegou a ser nem de perto tão ruim quanto imaginamos que seria naquela época.

Em antecipação não podíamos ver o que a adversidade de fato era; que é algo que realmente o força a melhorar e o motiva muito mais do que você imaginava ser possível.

Porque, sem a adversidade constantemente nos martelando sem piedade, nós desistiríamos bem antes de atingirmos o próximo nível.

A adversidade te força a jogar em um nível mais alto, não deixando você fazer o mínimo ou só o bastante para passar. A adversidade sabe do seu real potencial, mesmo quando você não o reconhece e é por isso que te dá tapas na cara quando não te vê se esforçando o suficiente.

Quando você escolher aceitar a adversidade como um presente, ao invés de enxergá-la como uma maldição é que as coisas começarão a dar certo na sua vida.

Agitação política ou econômica, calamidades naturais e conflitos armados podem alterar drasticamente nossas circunstâncias e transformar uma vida de conforto em uma de miséria.

Em um nível mais pessoal, uma morte ou doença na família, uma ação judicial, um fracasso ou desaceleração nos negócios ou um desemprego repentino podem colocar uma pessoa sob muita pressão.

Existe um provérbio frequentemente citado que diz:

"Chorei porque não tinha sapatos até conhecer um homem que não tinha pés.”

A ideia não é resignar-se à situação, mas lembrar que é possível lidar com qualquer circunstância e não perder a esperança.

Você tem que entender que a adversidade é inevitável e nunca é uma questão de se vai aparecer ou não na sua vida, mas sim o nível dela que você vai ter que enfrentar e a forma como você vai lidar com isso.

Pensar repetidamente em um problema o amplia; é como cavar um buraco mais profundo. Além disso, se percebermos que a preocupação ou o medo não vão nos ajudar, economizamos muito tempo e energia.

Se nos concentrarmos em encontrar uma solução, várias possibilidades surgirão em nossa mente e gradualmente surgirá um caminho que nos levará a sair de nossos problemas. Isso dá uma esperança e o impulso de fazer esforços práticos.

Por esse motivo, eu escolho adotar uma mentalidade Estoica quando se trata de adversidade e vamos ser honestos, não é como se a adversidade fosse te deixar em paz. Mesmo que você já a tenha enfrentado uma vez, ela vai voltar de novo em alguma outra forma ou modo no futuro.

Então, ao desenvolver uma mentalidade forte, isso permite que você tenha a oportunidade de enfrentar a adversidade de novo, na próxima vez, com mais determinação e força.

É essa mentalidade resiliente que vai te permitir sair da próxima adversidade mais rápido e a continuar progredindo.

Como você vence a adversidade? Enfrentando-a de cabeça erguida.

Se você tentar fugir da adversidade, ela vai te destruir. Ao tentar evitar a luta, além de ter que enfrentar a mesma adversidade que você enfrentou anteriormente até que a lição seja aprendida e tenha triunfado, vai ter que enfrentá-la já mais fatigado, por ter tentado evitá-la a priori.

Só o ato de evitá-la, já reduz suas chances de sucesso, pois a adversidade é um caminho inevitável ao sucesso.

Evitar a adversidade é inútil e a visão que você terá ao superá-la é de tirar o fôlego. A adversidade é um presente, então, receba-o.

Artigos Relacionados

VER TODOS

Conteúdo para lhe ajudar a manter a sanidade em meio ao caos

Mulher usando um notebook na cama

Marco Aurélio sobre a motivação para sair da cama todas as manhãs

Segundo os Estoicos, temos uma função a cumprir em prol do bem maior. Mas, para realizá-la, precisamos sair da cama. Então levante-se!

Sabrina Andrade
Ler Artigo
Cena do Filme Um Sonho de Liberdade (1994)

O Estoicismo é um antídoto para o vitimismo

Com o filósofo Estoico Epicteto aprendi que nada além de nós mesmos pode nos impedir de viver uma vida que vale a pena ser vivida.

Enzo Bonamini
Ler Artigo
VER TODOS

Acompanhe novidades do Estoicismo Prático

Ao preencher seu email abaixo, você receberá em primeira mão: artigos do blog assim que forem publicados, os mais recentes episódios dos podcasts e informações sobre novos projetos.
Você receberá no máximo um email por semana. ✅