Acessar
Leia os Livros I, II e III da nova tradução de Meditações antecipadamente!

Ponha sua casa em ordem antes de tentar mudar o mundo

Marco Brito

No jogo da vida, você está vencendo.

Não, esse não é mais um artigo sobre psicologia positiva e toda aquela nuvem de algodão-doce que alguns “coaches” te passam. Não estou aqui pra te esconder a verdade e te fazer sentir melhor.

Aliás, eu estou aqui para te contar um outro lado da verdade, que talvez você desconheça.

“O poder da mente é ser ingovernável.”

— Sêneca

Você está vencendo. Talvez ao ler isso e olhar pra sua vida, você esteja pensando “sim, claro, senta lá com seu conto de fadas”. Talvez seja impossível racionalizar que você tenha vencido qualquer coisa em sua vida até hoje, afinal, olha onde você está? E esse descaso que é a sua existência?

Você está tão longe dos seus sonhos quanto você está em ter um abdômen trincado (que talvez, aliás, seja um dos seus sonhos).

O que você não entende é que você está olhando pro problema da forma errada. A sua mente é imparável. 95% do que acontece com você está no subconsciente. Você não faz ideia do poder que identidade tem na sua vida.

Vamos explorar.

O seu subconsciente é quem manda

“Eu sou um vencedor! Eu sou um vencedor! Eu sou um vencedor!”…

Não importa quantas vezes você grite, não vai dar certo. Simplesmente não é assim que seu cérebro funciona, no âmbito fisiológico mesmo.

Você se torna quem seu subconsciente acha que você é. Se, por algum motivo, seu subconsciente acha que você é gordo — amigo, sai da frente porque você se tornará tão gordo como a Terra. Não há nada que possa se meter no seu caminho.

Se ele [seu subconsciente] acha que você é sarado, então você provavelmente já tem um tanquinho e está bombando no Instagram.

Tudo começa com sua identidade. Tudo.

Tudo, tudo, tudo.

Não há tática no mundo que mude um homem que não tenha o desejo de mudar, porque não vai atacar a identidade, não chegará fundo o suficiente.

E mudança de identidade é algo trabalhoso pra caramba, e que demanda desconforto, e te pede pra ir afundo no seu subconsciente e extrair na marra tudo que você não quer. É difícil pra burro.

Entretanto, é exatamente aqui que você precisa começar. Você deixar o tênis do lado da cama ao ir dormir não vai te ajudar a correr de manhã se a sua identidade é de alguém preguiçoso e que não se exercita.

Não adianta você pesquisar as dietas mais famosas do mundo se você se identifica com alguém que acha normal comer comida que não seja saudável, comer fast food ou qualquer outra porcaria.

Se você lutar contra seu subconsciente, você irá perder. Não é nem justo. Você não tem a mínima chance de vencer.

Por isso, comece com a identidade. Descubra quem você é, quais os motivos de você ter chegado aí nesse ponto da tua vida e começa a remar para frente. Escolha a direção.

Mas entenda que se você é gordo, preguiçoso, arrogante, não é porque algo deu errado, você não errou o alvo. A flecha foi no lugar certo, você só estava apontando pra direção errada.

Entenda as regras do jogo

Um bom lugar pra começar é em livros de neurociência. É você entender como o cérebro funciona em sua base mesmo, em seu core.

É você entender suas armadilhas cognitivas, entender quais são os gatilhos que te fazem cair em hábitos ruins e quais são as recompensas que você busca quando segue tais hábitos.

Você tá fugindo de algum medo antigo? Você tá viciado em prazer instantâneo?

“Conhecer os outros é inteligência; conhecer a si mesmo é verdadeira sabedoria.”

— Sócrates

Conheça a si mesmo. Pratique auto-conhecimento deliberado, onde você senta pra refletir sobre seus motivos, seus medos, seus prazeres. Para se conhecer.

Você vive sua vida como um ditador e um escravo. Você ordena seu cérebro (seu Ser, seu Logos) a se comportar de uma determinada maneira. É um relacionamento injusto e absurdo.

Aí você tá surpreso porque ele não funciona.

Você diz: “esse semana vou pra academia”, e não vai. “Esse fim-de-semana vou estudar!”, e não estuda. “Esse ano vou guardar dinheiro!”, e não guarda.

Isso é porque você se comporta como um tirano, ordenando seus subjugados sobre como se comportar. Você nunca trataria um amigo, um familiar ou um colega de trabalho assim.

Entretanto, seu “subjugado” tem mais poder que você, e ele não está nem aí pro que você quer.

Conhecer a si mesmo é entender essa persona, que é conhecida por vários nomes: 

Consciência, Ser, Logos, Psique, etc.

Conheça seus motivos.

“A vida não examinada não vale a pena ser vivida.”

— Sócrates

Evolução é melhor que segurança

Na vida, ou estamos evoluindo ou estamos morrendo. Não há meio-termo, não dá pra ficar parado.

Se você pára de mudar, o ambiente ao seu redor continuará em transição, e com a sua estagnação, você será engolido pelos seus problemas.

Você precisa ser uma metamorfose ambulante, já diria Raul Seixas.

A vida é um selva de sofrimentos e apenas evolução traz sentido e ordem no meio do caos que é a existência.

Se você está em um estágio da sua vida onde tudo parece bem; você tem um bom emprego, tudo está bem em casa e você vem se sentido bem ultimamente, não descanse. Não pare. Não acomode.

Você precisa continuar remando, continuar evoluindo, continuar aprendendo. Seja hoje melhor do que o você de ontem.

A competição é contra o você de ontem, não contra o hoje de outra pessoa.

Compare quem você era mês passado, e se você é a mesma pessoa — se você não aprendeu nada, não resolveu nenhum problema ou não evoluiu em nenhuma maneira — então algo está errado e você precisa refletir sobre suas decisões.

Assistir Netflix todos os dias, por horas, pode ser uma ótima forma de escapar do caos evidente que é a vida. No entanto, se você quer ter uma vida que valha a pena (o que assumo que você quer, pois você tá até agora lendo) então você precisa evoluir.

E com evolução vem desconforto. Com evolução vem o desconhecido. Com evolução vem a dor.

Mas vem também tudo que há de bom do outro lado do medo; reconhecimento, satisfação, alegria e realização pessoal. Se você melhora 10%, a sua família melhora 1%, o que acaba melhorando a comunidade, o que acaba melhorando o Estado, e consequentemente, o mundo.

Se você evolui, o mundo se torna um lugar melhor.

Não falhe com você mesmo, o mundo precisa de você.

Remova suas expectativas

“Nós sofremos mais na imaginação do que na realidade.”

— Sêneca

Você sabe que 99% das coisas que você teme na vida nunca irá acontecer. Chega a ser ridículo esse conceito, mas a infelicidade, os problemas, o bicho-papão só existe mesmo em sua mente.

E não estou dizendo que não há miséria e sofrimento no mundo — eu já disse e repito: o mundo é caótico. Há doenças pra todo lado, malevolência a torto e a direita.

No entanto, a maioria dos seus medos só existem dentro da sua cabeça, eles nunca irão se concretizar no mundo real. Logo, por que gastar energia pensando neles?

Se há algo que te rouba a felicidade e o significado na vida é quando as coisas não acontecem como você esperava. É a demolição das suas expectativas, e isso pode te matar mais rápido que muita doença terminal.

Ou pior, pode te impedir de viver mesmo enquanto respira.

É a causa da ansiedade. É a causa da depressão, e é a causa de um monte de outras doenças malignas que moram no Psique humano.

Portanto, pra cortar o mal pela raiz, é preciso remover toda e qualquer expectativa. É o que prega o Estoicismo, uma filosofia de vida que fala muito sobre a aceitação do destino, seja ele qual for. Amor Fati.

Quando você não só aceita, mas abraça o destino de forma entusiástica, seja ele qual for, você se livra de toda expectativa. Já não há a ideia de como deveria ser. Até porque não importa o quão realista você é, o mundo nunca se desenrolará da forma exata que você esperava.

Expectativa é, portanto, um conceito inalcançável, e responsável por grande parte do sofrimento experienciado pelas pessoas.

Pare de esperar algo do comportamento de outras pessoas. Pare de imaginar como o seu marido deveria se comportar, como seus filhos deveriam se comportar, como seu chefe deveria se comportar. Pare de imaginar como o mundo deveria ser e aceite como ele é.

Corte o mal pela raiz.

“O melhor guerreiro nunca se aborrece.”

— Lao Tzu

Você não é o que você pensa, e sim o que você faz

Antes de terminar este texto, eu quero endereçar um último ponto, que é o relacionamento entre pensar e fazer.

Sendo curto e conciso: você é suas ações, não seus pensamentos.

Se você é um ser humano normal você já pensou em estrangular alguém, em algum momento. Se você já esteve em um relacionamento ruim ou já teve um chefe ruim, você entende o sentimento de querer arrancar o coração de alguém com os dentes.

No entanto, você nunca o fez (eu espero). Você já pensou em um monte de coisas horrendas que só você sabe. No entanto, você não agiu em cima de nenhuma delas.

Não adianta o quanto você lê sobre flexões, se você não puser o seu corpo no chão e começar a empurrar, não adianta, nada vai mudar.

O que dá forma a sua vida são suas ações, não seus pensamentos. Você não é seus pensamentos.

Vou repetir: você não é o que você pensa.

Não é porque você pensou algo ruim que você é uma pessoa ruim. Em contrapartida, não é porque você sente simpatia por pessoas menos afortunadas que você é uma pessoa boa.

É o que você faz. São suas ações que importam, nada mais.

Portanto, pare de se julgar. Desapegue de seus pensamentos. Você tem, em média, 50 mil pensamentos todo santo dia. Seus pensamentos não são seus. Filosoficamente falando, há quem acredite que você vive em contato direto com um “outro” você, e que seu Psique tem uma vontade independente, própria.

Assim voltamos ao primeiro ponto onde falei sobre seu subconsciente. Não adianta você tentar governar a si mesmo através de uma tirania. Deve ser negociado, deve ser mútuo.

Portanto, não é porque você acha que você é gordo que você é gordo. Você é gordo mesmo porque não se exercita e porque come o que não deve. Logo, seu subconsciente entende que você é gordo, e assim se forma a sua identidade.

As suas ações formam a sua identidade, e a sua identidade forma sua vida. As suas ações são o que importa.

“Não perca tempo discutindo sobre como uma boa pessoa deve agir. Aja como uma.”

— Marco Aurélio

Tome posse da sua vida. Ponha a casa em ordem. Mude o você, sua família e sua comunidade. Quem sabe assim você não consegue mudar o mundo também.

. . .

Publicado originalmente aqui.

Artigos Relacionados

VER TODOS

Conteúdo para lhe ajudar a manter a sanidade em meio ao caos

Imagem de um banquete

16 conselhos de Sêneca sobre hábitos saudáveis

Os Estoicos propunham um estilo de vida moderado. Os conselhos de Sêneca para Lucílio nos ensinam porque e como devemos ter hábitos mais saudáveis.

Jade Soller
Ler Artigo
Estoicismo na vida moderna: Dicas do Ryan Holiday

Estoicismo na vida moderna: Dicas de um fazendeiro

Estoicismo é uma resposta a problemas modernos pois, assim como na antiguidade, as pessoas carregam medos, angústias, vontades e sonhos.

Jean Ramos
Ler Artigo
VER TODOS

Acompanhe novidades do Estoicismo Prático

Ao preencher seu email abaixo, você receberá em primeira mão: artigos do blog assim que forem publicados, os mais recentes episódios dos podcasts e informações sobre novos projetos.
Você receberá no máximo um email por semana. ✅